Estande da Bad Girls anuncia seu 3D in a Box na feira de Las Vegas

Estande da Bad Girls anuncia seu 3D in a Box na feira de Las Vegas

O sucesso do Avatar inspirou todo mundo a querer investir agora no 3D. Até a indústria pornô. Durante a feira Adult Entertainment Expo, em Las Vegas, acontecida na semana passada, produtos eróticos voltados para a tecnologia tridimensional foram as estrelas da festa.

A produtora de filmes pornôs Bad Girls saiu na frente e lançou soluções tecno-erótico completas para os fãs do estilo. Um dos pacotes especiais da empresa se chama 3D in a Box e contém nada menos do que uma TV de alta definição de 60" (veja foto acima), ligada a um drive externo de computador e óculos 3D. O pacotão custa US$ 4 mil e permite receber toda semana filmes pornôs em 3D, lançados pela produtora, pagando uma mensalidade de US$ 20.

A Digital Playground, por sua vez, prepara uma série de lançamentos eróticos em Blu-Ray e em 3D, além de um aplicativo para iPhone em que o usuário coloca suas próprias imagens em um filme pornô com a estrela Jesse Jane.

Outros brinquedos tecno-eróticos

Outro brinquedinho tecno-erótico é o RealTouch, que sincroniza as cenas mais quentes do filme com as sensações do usuário. Ligado via USB, ele permite que o usuário sinta uma simulação do "toque" das atrizes em seu próprio corpo. Custa US$ 150.

E não fica por aí. A robô Roxxxy promete ser o próximo passo das famosas bonecas infláveis, pois ela imita movimentos sexuais para quem se dispõe a pagar os milhares de dólares que ela custa.

O game pornô Bone Town também foi lançado, mas grande nenhum console (PlayStation, Xbox, Wii) aceitou tê-lo entre seus títulos. Por enquanto, só roda em PC.

Para as garotas mais empolgadas, já existe o OhMiBod, um vibrador musical lançado por cerca de US$ 70. Ele é wireless e vibra de acordo com o ritmo da música. Mulheres fãs de blues, vão ter uma intensidade e um ritmo mais lentos. Mas as fãs de heavy metal prometem uma festa diferente em casa...